Três Mosqueteiros

Minha Vida com os Trigêmeos

E o Voldemort passeia ali por perto

Harry Potter chegou aqui em casa em livros emprestados, as crianças nem eram nascidas. Até que há umas semanas, num Sub Day, me deparei com a coleção completa por um quarto do preço. E como essas promoções duram pouco, muito pouco, e não nos permitem pensar muito, comprei para que os meninos lessem um dia, certa de que estava fazendo o melhor negócio de todos os tempos. Só depois do pedido feito e da transação aprovada parei para pensar. Quase me arrependi, pois me dei conta de que provavelmente quando estiverem lendo coisas desse tipo darão preferência para versões digitais. Bom, agora já foi, paciência. Os sete livros estão aqui aguardando pelo trio.

Naqueles dias, chegaram aqui em casa uns livros enviados pelo Itaú. Ótimos, bem melhores dos que os que banco mandou na primeira leva. Um deles, Chapeuzinho Amarelo, do Chico Buarque é perfeito para a fase que os meninos estão passando – andam com medo do Lobo Mau, dos montros, do robô mau dos Incríveis, etc. Ficaram fãs dessa Chapeuzinho! Leiam o livrinho e verão que a menina só perde o medo do Lobo quando o enfrenta e o transformaem Bolo. Genial!

Ainda com o Potter e o Você-sabe-quem na cabeça, lembrei que certa vez Dumbledore disse “Sempre chame as coisas pelo nome que têm. O medo de um nome aumenta o medo da coisa em si.” Comentei com o Caco sobre a relação entre a menina do Chico e o menino de Hogwarts e ele logo se lembrou da aula de Defesa Contra as Artes das Trevas, onde o Prof Lupin ensina que para destruir o bicho-papão é preciso transformá-lo em algo engraçado. É ou não é a mesma lição aprendida pela Chapeuzinho? Basta concentração! Que Lobo Riddikulus!

Pronto, já não me arrependo mais de ter comprado os livros. Tenho que concordar com uma aluna querida que tentou  – e conseguiu! – me consolar pelo gasto “Professora, foi um ótimo investimento!”. E foi mesmo.

Hoje a menina ensina o trio a lidar com seus medos, daqui a alguns anos, se aperfeiçoarão com as aventuras de Harry… não tem jeito, os medos sempre vão existir, e assim eles vão aprendendo a usar a razão para domar a emoção.

 ————————————-

Outros bons livros para aniquilar os medos são os da série Quem tem medo? (A girafa que tinha medo de altura, A coruja que tinha medo do escuro e O tubarão que tinha medo das profundezas) da Editora Ciranda Cultural – o trio aprovou!

Anúncios

2 Comentários»

  Érika wrote @

Utilizar esse mesmo trecho do livro em uma certa prova de neurofisiologia foi pura coincidencia?:)

Beijoos

  christiana strauss – mãe dos trigêmeos wrote @

Erika, coincidência não foi, mas pelo menos esperei a prova passar pra postar. Não podia dar essa moleza pra vcs, né?!
Bjssss


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: