Três Mosqueteiros

Minha Vida com os Trigêmeos

As coisas importantes

Esse cartão foi um dos últimos que recebi e está guardado numa caixinha de madeira onde guardo coisas importantes (para ampliar, basta clicar na imagem) Essa semana, ao encontrá-lo, parei para pensar nessas coisas importantes…

*******

São muitas manhãs corridas, sem preguicinha da família toda amontoada na nossa cama, sem café da manhã à mesa, muitas noites sem jantarmos juntos, sem brincarmos, muitas idas ao judô sem a mamãe… Algumas vezes vocês vão dormir sem meus beijinhos de boa noite e algumas vezes vocês precisam esperar que eu tenha tempo para conversar…

Mas saibam, meninos, que não há uma manhã que eu não queira estar com vocês, não há um minuto em que eu não queira ficar grudada a vocês o tempo todo e pra sempre, não há uma noite em que eu não dê um beijinho e um cheirinho em cada um de vocês e não há um momento desses em que eu não queira estar em seus sonhos.

Não há nada nesse mundo, nem o trabalho, nem a correria do dia a dia, que possa fazer de mim uma mãe pior ou uma mãe pela metade. Pelo contrário, saibam que corro feito doida para satisfazer meus desejos, minhas próprias necessidades. Saibam que sempre vou procurar ser feliz, plena e realizada, mas não faço isso por egoísmo, por querer deixá-los de lado. Tenho o privilégio de encontrar sentido nos meus trabalhos, sei que com eles transformo as pessoas em pessoas melhores e assim cuido do nosso mundo. Então, assim me sinto uma pessoa melhor e é também por isso que consigo estar inteira com vocês. É por isso que me sinto viva e capaz de ser a melhor mãe. Não a melhor mãe do universo porque isso não existe, mas a melhor mãe que eu posso ser.

Amo muito vocês.

*******

Este post estava privado há cerca de um mês. Pra mim, bastava que os meus 4 rapazes entendessem, até que li esse post da Ju e decidi publicá-lo porque sei que pode ajudar algumas mamães atormentadas pelo monstro da culpa.

Anúncios

2 Comentários»

  Julia Hipolito wrote @

Chris, emocionada com nossa sintonia!

O fato de corrermos atrás do que nos completa como pessoa, não está relacionado a qualidade do amor que dedicamos aos nossos filhos… Realmente não é fácil, ouso dizer que não é uma escolha para os fracos, mas é uma decisão que pode ser tomada por aquelas que decidem viver os dois mundos por completo!

Quanto as coisas importantes, quando estou com eles, sou deles, sou nostalgica e adoro, amo, proporcionar experiencias nas quais eles levaraão (assim espero) para toda vida…

Bjs, querida!

ps: em outubro vamos a SP, já to te falando com MUITA antecedência pra dar tempo de combinarmos algo dessa vez, ok?

  Desirée Lima Tapajós wrote @

Obrigada por compartilhar conosco, realmente não deixamos de amar por estamos trabalhando.
Tenho trabalho essa culpa que insiste é me pegar as vezes.

Tri-beijos Desirée
http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: