Três Mosqueteiros

Minha Vida com os Trigêmeos

Arquivo para De 4 anos a 4 anos e meio

Macaquinhos

que só descem da árvore para ver de perto o tatu-bola.

Piolhos

O que fazer quando um dos trigêmeos aparece com piolho???

A) Usa remedinhos e shampoos piolhicidas e pede pra todo mundo guardar segredo sobre o fato.
B) Leva só o rapaz que foi infestado para raspar a cabecinha no salão chiquérrimo e caro que eles costumam frequentar.
C) Leva os três em um barbeiro qualquer, manda raspar tudo e finge que nada aconteceu. Raspou só por causa do calor.
D) Depois de ter tentado matar os bichinhos empastando o cabelo da criança com coca-cola, kisuco e óleo de cozinha, leva o rapaz ao médico e pede orientações.
E) Chora e reza, reza muito, para que os piolhos e lêndeas não resolvam morar nas roupas de cama, banho, no sofá da sala de tv nem nos bonés que o tio trouxe de Barcelona.

Agora, falando sério:

Veio na agenda um bilhete informando sobre um caso na escola e pedindo aos pais que verificassem as cabecinhas dos filhos. Procurei e não achei nada. Duas semanas depois, um deles apareceu coçando a cabeça. Procurei e vi algumas lêndeas. A Rosi (babá e enfermeira) confirmou o diagnóstico “Pediculose!”.

Levei ao médico. Os três receberam tratamento com shampoo e tomaram um comprimido. O pente fino foi bastante utilizado e os três se acabaram com a catação feita por mim, pela vovó Eliana e pela Rosi. Afinal, quem não gosta de cafuné? Ah, e a foto não deixa mentir, máquina 2 nos três! Mandei um bilhete na agenda comunicando o fato e tenho inspecionado os três todos os dias.

Em três anos na escola é a primeira vez que isso acontece com os tri e, lógico, procurei algumas informações sobre o assunto na internet. Acho que esse texto confiável, simples e direto pode ser útil para muita gente. Leiam!

*******

Em todos os momentos, o pior, sem dúvida, foi no cabeleleiro, quando um dos meninos começou a apontar para o que estava na cadeira e a falar alto:

– O Fulano tá com piolho! Tá com piolhôôô! Tá com piolhôôô!

E aquela gente toda se olhando e com vontade de correr. Respondi querendo morrer.

– Não está não. Vocês estão cortando o cabelo justamente para não pegarem piolho na escola…

Nisso o menino da cadeira me interrompe:

– Viu mãe, ele falou! Você falou para não falar, mas ele falou! Tá falando ó!

E aí veio o golpe final. O terceiro trigêmeo que não tinha nada a ver com a discussão resolve proteger o irmão:

– Foi sem querer, mãe, ele falou sem querer…

Agora digam, há texto na internet ou artigo científico que trate desse sufoco???

*******

Depois, em casa, rolou um papo sério sobre o ocorrido no salão.

E como já passei vergonha suficiente, preciso esclarecer mais uma coisinha: embora a infestação por piolho seja associada à falta de higiene, não existe qualquer evidência de que isto seja verdade. O piolho ataca tanto cabeças pouco limpas como as muito limpas. Mesmo assim, fica a dica, nessa situação recorra a um local onde você não conhece ninguém e onde nunca mais precisará voltar.

Homem Aranha chega aonde canta o sabiá

Na terra das palmeiras, das goiabeiras…

Halloween 2012

Prontos para a farra!

Adoro ser mãe de trigêmeos, mas também adoro ter uma escadinha!

Tira o forro e serra a porta?

Recebi recentemente esse comentário em um post antigo (Assentos Seguros, publicado há dois anos) e achei que deveria trazê-lo para cá, pois esta é uma preocupação presente na vida de pais de múltiplos.

Boa noite amigos…
Meu nome é Jorge e sou pai de tri gemeos de 1 ano e estou olhando as cadeiras para o carro…estive num representante Galzerano nesse final de semana e com as informações tecnicas contidas nos manuais e as cadeiras nao couberam no carro….
Vi que vc mencionou as cadeiras infanti….mas vc fez alguma adaptação em sua zafira (como retirou os forros de porta ou serrou alguma parte da cadeira ) ………….

Jorge, usávamos uma Zafira e as três cadeiras sempre couberam lado a lado no banco traseiro, como mostram as fotos do post.  Não fizemos nenhum tipo de adaptação e sugiro que você também não faça, pois não há necessidade. Lembro-me de que, naquela época, fizemos muitas pesquisas para saber quais assentos caberiam no carro e só compramos os segundos após testá-los no próprio carro. Hoje, o carro é outro e  os assentos também são outros. As cadeirinhas são utilizados somente em viagens e no dia a dia, os meninos utilizam os assentos Protege da Peg-Pérego, também dispostos lado a lado no banco traseiro.

Para mais posts sobre esse assunto clique aqui.

Viagens de carro

Tem sido assim: conversam, fazem piadas, cantam, cantam muito e dormem. Um pergunta se falta muito e o outro responde que falta só um pouquinho. Não reclamam, e não precisam de nada para passar o tempo, nada de brinquedinhos, ipads e jogos eletrônicos, nada. No carro, só música, risada, conversa, paisagens e sono gostoso. Vamos ver até quando essa paz vai durar.

Adoro, amo viajar com os meus 4 meninos! Só poderia ficar melhor se eu pudesse participar dos seus sonhos, como nesse aí do Antônio. Será que ele estava cansado??? rs

Nesse dia: The Refreshments

Cupinzeiros

Que nosso refúgio mudou de endereço recentemente todo mundo já sabe. Mas o que não dá pra contar é o quanto esses meninos andam aprontando  por lá, a cada dia inventam algo diferente.

Uma das coisas que logo chamou dos três foram alguns cupinzeiros espalhados, todos desativados. Então, bastava um galho na mão para brincar de desmontar as casas abandonadas.

Gastam um bom tempo e muita energia nessa brincadeira, ainda mais porque para cada machadada há uma parada e agachadinha para admirar o labirinto lá de dentro e para escutar e repetir a história de como os bichinhos constroem suas casas com terra e saliva.

Bati as fotos com o celular, sem saber direito como ficariam por conta da claridade e só depois vi o efeito natural dos raios de sol. E vi também que cresceram, como cresceram meus pequenos! Parecem homenzinhos roçando a terra!

Ah, e também estão ficando craques em subir em árvores!

%d blogueiros gostam disto: