Três Mosqueteiros

Minha Vida com os Trigêmeos

Arquivo de Esportes

É assim que se medalha

Os três medalharam mais uma vez no torneio de judô. Mas, mãe é um bicho muito esquisito mesmo, né não?

Os meninos vão lá, dão um show, é ouro pra todo lado e a mãe só tem vontade de chorar quando vê o filho estender a mão para ajudar o oponente a se levantar ou para cumprimentá-lo ao fim da luta, ou quando vê o filho cercado de amigos, dando risadas e abraços, ou ainda quando vê um filho defendendo e cuidando do outro, se preocupando para saber se o outro está bem, se está com sede ou com vontade de ir ao banheiro, ficando de mãos dadas na fila para não se perderem na multidão.

É, mãe é estranha mesmo, mãe não quer ouro, nem prata, nem bronze. Mãe só quer um tapinha nas costas, dado por Ele, mostrando que o caminho é esse, que tem dado certo, que todo o esforço está valendo a pena e que é isso aí.

A cada dia recebo uns tapinhas desses, mas dessa vez foi escancarado! Parabéns, meus meninos, cada vez mais homens.

*******

A foto foi na hora do hino (dá pra ver todo mundo de frente pra bandeira, né). Tá bom, ainda emociona, mas não como nos momentos citados acima. Ô bicho esquisito!

Treino

treino1

treino3

treino4

Pisei no freio com as atividades profissionais e tenho sido abençoada com tardes de bagunça e de futebol!

Tem sido uma delícia poder ficar mais tempo com os meninos e curtir momentos como esse. Amo muito esses meus craques!

Campeões de judô

judo

judo joaquim

judo oscar

… como verdadeiros judocas!

Os craques

craque oscar

craque oscar1

craques oscar e joaquim

craques

craques1

Umas fotinhas só pra registrar o talento dos tri com a bola nos pés, nem chuteira nem uniforme, no improviso, sábado de manhã na quadra do condomínio.

Magrelas

Andar Correr de bicicleta tem sido um dos programas favoritos dos tri. Já dominam totalmente os pedais e pelo jeito logo logo estarão livres das rodinhas. Aí é que eu quero ver, ninguém segura mesmo!

Cara de craque

Jeito de craque.

Dá pra imaginar aí o que esse moleque apronta aqui?

Jogam como gente grande. Fico me lembrando de quando eram petiticos, naquela época em que as bolas eram maiores do que eles, como nesse post

Bem que me avisaram, eles crescem muuuuito rápido.

Piabas

Conforme prometido, consegui me organizar e fomos ao clube numa tarde dessas no meio da semana. Peguei as crianças na escola e fomos direto para lá.

A idéia era nadar com eles na piscina olímpica, mas nem entramos porque estava tendo treino e não queria atrapalhar. Eles nem ligaram, curtiram como sempre as piscinas deles. 

Pularam tanto que ficaram exaustos, todos nós ficamos.  É sempre assim: o trio faz com que eu me recorde do tempo em que ganhava medalhas de natação e brincava de nado sincronizado e nade, a pedido deles, todas as modalidades, dê cambalhotas para frente para trás e ainda plante bananeira. A sorte é que não havia ninguém nas piscinas. Com certeza seria um mico e eu ficaria devendo essas exibições circenses aos meninos.

O calor estava de rachar e foi muuuuuito gostoso. Chegaram em casa, tomaram banho, jantaram e apagaram!

Agora é só esperar outra brecha na agenda para curtir fins de tarde como esse. Vovô Luiz também adorou e já está pronto para a próxima!

%d blogueiros gostam disto: